Sorria para a Vida 2018 – Pense Saúde, Pense Saúde Bucal ABCD atende 397 pessoas na Av. Paulista e detecta lesões graves de câncer bucal

///Sorria para a Vida 2018 – Pense Saúde, Pense Saúde Bucal ABCD atende 397 pessoas na Av. Paulista e detecta lesões graves de câncer bucal

Sorria para a Vida 2018 – Pense Saúde, Pense Saúde Bucal ABCD atende 397 pessoas na Av. Paulista e detecta lesões graves de câncer bucal

No Dia Mundial da Saúde Bucal, realizado dia 20/3 pela Associação Brasileira de Cirurgiões-dentistas (ABCD), na Av. Paulista (sob a marquise da Fiesp), foram atendidas 397 pessoas e identificados 5 lesões, 2 delas gravíssimas, encaminhadas ao Instituto de Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho (IAVC) para exames aprofundados e tratamento. O diagnóstico precoce de câncer bucal ficou a cargo de 8 cirurgiões-dentistas voluntários da ABCD e continuou mesmo após a forte tempestade que atingiu a cidade de São Paulo naquele dia.

Este evento inaugurou a edição 2018 da Campanha Sorria para a Vida – Pense Saúde, Pense Saúde Bucal que acontece ininterruptamente desde 2014. Durante todo o ano as ações prosseguem em diversos bairros e cidades de São Paulo.

Oito cirurgiões-dentistas realizaram o exame de diagnóstico precoce de câncer bucal – única forma de salvar vidas, como afirma Silvio Cecchetto, presidente da ABCD, que tem a parceria da Associação Paulista de Cirurgiões-dentistas (APCD), Conselho Regional de Odontologia (CRO-SP) e Associação da Indústria e Equipamentos Médicos, Odontológicos e de Laboratórios (Abimo) na execução da campanha.

Papel social -Para Wilson Chediek, presidente da APCD, a parceria entre as entidades, além da prevenção, ajuda a população, levando educação e conscientização. “A divulgação do evento faz com que a população desperte a atenção para a importância da saúde bucal inserida na saúde integral e valoriza a imagem do cirurgião-dentista”,disse na ocasião. Chediek aponta ainda que “para as entidades que participam, que promovem a saúde, ganha relevo o papel social que elas desempenham”.

Casos graves – Um dos casos identificados como suspeito de câncer maligno nas cordas vocais foi de um homem de 56 anos, ex-fumante. Outro paciente, também fumante, alcoolista e usuário de drogas, teve diagnóstico suspeito de câncer na orofaringe com lesão ulcerada, sangrante e indolor já atingindo a comunicação nasal. Ambos foram encaminhados ao Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho (IAVC), que fará exames aprofundados e tratamentos. Outros dois pacientes examinados apresentaram suspeitas de lesões de menor gravidade, mas que podem evoluir se não tratados, também foram encaminhados.

Trabalho em equipe – À equipe de cirurgiões-dentistas voluntários, todos profissionais formados e experientes, incluem-se também social especialistas e professores, auxiliando uns aos outros na difícil missão de identificar as lesões, verificar se o caso é grave ou não, comunicar ao paciente e alertar para a necessidade de dar continuidade ao processo no IAVC. Nesta ação participou também como voluntário, atendendo a população, o prof. Artur Cerri, coordenador de Pós-graduação da FAOA/APCD-IESP.

Público – O público de 397 pessoas que passou nos dois consultórios da Sorria para Vida tem vários perfis socioeconômicos que vão de moradores de rua a aposentados, profissionais liberais, idosos, jovens e adolescentes.

2018-04-09T10:54:49+00:00 abril 9th, 2018|Categories: Eventos, Notícia|0 Comentários