Com os consultórios praticamente fechados, dentistas buscam empréstimos para não quebrar. Com a orientação para atender só casos de urgência, eles estão praticamente sem receita. Representantes da categoria dizem que os preços de equipamentos, como máscaras, dispararam e reivindicam, junto aos órgãos competentes, financiamento para o setor. Ouça  AQUI entrevista na CBN