O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP), a Associação Paulista de Cirurgiões Dentista (APCD), a Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas (ABCD) e a Associação Brasileira de Odontologia – Seção São Paulo (ABO/SP) juntas, em prol da classe odontológica, reforçam a importância da imunização dos profissionais de Saúde Bucal contra a Covid-19. O CROSP já havia solicitado a agilização da vacinação anteriormente e reitera seu pedido, agora, em ação conjunta às associações.

 

A manifestação das entidades se deu por meio de ofício encaminhado especialmente ao prefeito e ao secretário de Saúde da cidade de São Paulo, onde a vacinação contra a Covid-19 ficou restrita aos profissionais da Odontologia que atuam em unidades de Saúde (hospitais e afins) de atendimento a pacientes infectados e aos profissionais da Odontologia com 60 anos ou mais.

 

O documento destaca o notório risco ao qual se expõe os cirurgiões-dentistas e suas equipes no ambiente odontológico, seja em clínicas, consultórios ou hospitais. Esse risco de transmissão acontece em decorrência do contato com as vias áreas e fluidos orais dos pacientes, dos aerossóis produzidos pelas canetas de alta rotação utilizadas nos procedimentos, da utilização de seringa tríplice, dos jatos de bicarbonato e do contato com instrumentais utilizados nos procedimentos realizados no sistema estomatognático dos pacientes.

 

Apesar dos esforços para proteção das equipes e pacientes, seguindo as normas de biossegurança com a adoção dos EPIs, os profissionais de Odontologia encontram-se no grupo de maior risco de contágio. Lembrando ainda que a prestação de serviço de Saúde é uma atividade essencial que não sofreu restrições durante a pandemia, portanto, segue prestando serviços à população nesse período.

Confira aqui o documento na íntegra.