O Conselho Federal de Odontologia (CFO), junto ao Sistema Conselhos, reforça a importância da campanha de incentivo ao aleitamento materno no Brasil. Para isso, a campanha “Agosto Dourado” faz alusão ao leite, considerado o “alimento de ouro” para os bebês nos primeiros seis meses de vida.

Por meio de nutrientes, o leite materno possui anticorpos que dão imunidade para a criança contra doenças, fortalecendo seu sistema imunológico.

Os benefícios do aleitamento materno não são apenas voltados para a primeira infância, mas também às mães, uma vez que, com ele, há a redução de chances de câncer de mama e ovário, prevenção de anemia, aumento da segurança em relação à maternidade e o favorecimento ao emagrecimento.

Ainda que as taxas de aleitamento materno têm melhorado ao longo dos últimos 30 anos, dados alertam que o Brasil ainda está aquém das recomendações oficiais da Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a entidade, apenas cerca de 40% dos bebês brasileiros menores de seis meses de idade são alimentados exclusivamente com leite materno.

A importância dos Cirurgiões-Dentistas e da Odontopediatria no Agosto Dourado

A Odontopediatria é uma especialidade dentro da Odontologia, reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), e que objetiva cuidar da saúde bucal de crianças desde o nascimento até a adolescência. Cirurgiões-Dentistas que atuam nesta especialidade são essenciais para incentivarem a campanha do Agosto Dourado, uma vez que o aleitamento materno proporciona inúmeros benefícios diretamente ligados à saúde bucal. A amamentação contribui para o crescimento dos ossos e dos músculos levando à harmonia da face, correto posicionamento de dentes e língua, além de auxiliar a respiração e a fala dos pequenos.

Há, também, a redução no risco da cárie. Isso porque, com a orientação do Odontopediatra, o aleitamento materno ajuda a retardar a introdução da sacarose (correspondente ao açúcar) na dieta da criança, evitando o uso de mamadeira.

 

Ascom CFO
imprensa@cfo.org.br